26 julho 2018

26 julho 2018

Acordar cedo não precisa ser um problema

Depois de um dia cheio de estágio, faculdade e afazeres de casa, o seu único destino, chegando em casa, deve ser a cama. Ou não? Para muitas pessoas, dormir cedo não é tão simples quanto parece. Para os notívagos, é aí que a "magia" começa a acontecer… Mas como pode acordar no dia seguinte?
Sabendo da dificuldade de não um, nem dois, mas de milhares de estudantes, trouxemos dicas para as primeiras horas do dia. Espreguice, alongue o corpo, lave o rosto. Vamos começar!

Controle sua luminosidade

Mesmo quando estamos com muito sono, não conseguimos dormir por um simples motivo: presença de luz. Isso acontece na hora de acordar também! Quanto menos iluminação você recebe pela manhã, mais seu corpo entende que é necessário continuar descansando. Por isso, fique longe da TV e do celular durante a madrugada e abra o máximo de janelas quando acordar!

Programe seu alarme

Para uma boa noite de sono e para acordar com o corpo revigorado, são necessárias de 7 a 9 horas de sono por dia. Muitos dias, sabemos que isso não é possível, mas o ato de dormir e acordar em diferentes horários a cada dia pode atrapalhar os ciclos de seu corpo. O ideal é, no mínimo, acordar todos os dias no mesmo horário. Assim, seu corpo criará um padrão e não te deixará na mão com insônias, indisposições, entre outros.

Cancele a soneca e a "soneca"

Temos dois grandes inimigos do sono: o botão “soneca” do celular e o descanso da tarde. Se você já teve algum problema com falta de sono ou ansiedade, os dois podem piorar esse quadro. O primeiro, por exemplo, não permite que seu cérebro desperte. É recomendado colocar, no máximo, dois despertadores caso a primeira tentativa falhe. Já o segundo, quebra o padrão de descanso do seu organismo. Melhor evitar, né?

Relaxe seu corpo

São diversas as maneiras de relaxar seu corpo e prepará-lo para um sono tranquilo. Meditação, respiração, um banho quente, música ou até alguns vídeos no Youtube podem ajudar (os chamados "ASMR"). O importante é mandar uma mensagem para seu cérebro avisando que é hora de "desligar"; não ver mais um episódio ou pesquisar algo pra faculdade.
Essas foram as nossas dicas. Se a dificuldade persistir, recomendamos visitar um médico, sempre! Do contrário, o stress da rotina e as tarefas da facul podem, sim, afetar o desempenho do seu sono… Por isso, fique de olho. :)
Leia Mais >>

18 julho 2018

18 julho 2018

O que fazer para melhorar seu inglês

Todo começo de ano nós estipulamos metas, seja na vida pessoal ou acadêmica, e juramos de pé junto que elas serão cumpridas o mais rápido possível. Mas o tempo vai passando, colocamos “prioridades” na frente dos objetivos que tínhamos traçado e, quando menos esperamos... BUM, o ano já está na metade.

Só que ainda dá tempo sim de riscar da sua listinha aquilo que você transformou como meta. Se você não sabe por qual delas começar, aí vai uma dica: que tal melhorar sua fluência com o inglês?

Sua série preferida pode te ensinar

Essa talvez seja a forma mais prazerosa de se aprender: transformando um momento de lazer em estudo. Vale começar por uma série que você já viu mais de uma vez e até sabe algumas falas de cor para facilitar. Mude o áudio e as legendas para o inglês e preste atenção nas pronúncias, construção de frases e nas gírias. É bom deixar um bloquinho ao lado do balde de pipoca para anotar as palavras mais complicadas e procurá-las no intervalo de um episódio para o outro.

A música que não sai da cabeça pode ser uma boa professora

Para ter mais um parceiro na hora de melhorar seu inglês, opte pelas músicas cantadas no idioma e coloque-as para tocar. Leia as letras, ouça como é a pronúncia das palavras e as abreviações que o artista utiliza. Interprete as letras (e tente continuar gostando de algumas delas depois de entender sobre o que elas falam). Compare com uma tradução oficial e pontue seus erros e acertos. Mais uma etapa caminhada!

Aplicativos podem te ajudar bastante

Uma aliada para quem deseja ser fluente em qualquer idioma é a internet, principalmente os aplicativos. O que não falta são jogos para celular que ensinam as regras gramaticais, com desafios diários para treinar sua escrita e até mesmo a fala. É só fazer o download em seu celular ou tablet, reservar um horário do dia e ir de cabeça nessa maneira inovadora de aprender!

O Centro de Idiomas tá te esperando

O curso de inglês tem uma duração de dez semestres, e você pode fazer um teste de nivelamento para conseguir descobrir em qual nível está. O material é de alta qualidade, com a chancela internacional da Editora Pearson, e você tem total apoio desde os primeiros passos até a hora da sua preparação para os exames internacionais. Imagina poder estudar fora por um tempo? Para saber mais, é só entrar no site aqui: https://bit.ly/2trkYiN

Lembre-se, universitário: o segredo está em treinar diariamente! Assim, em menos tempo do que você imagina, o inglês vai estar na ponta da língua. :)
Leia Mais >>

11 julho 2018

11 julho 2018

Como aprender a gostar de ler

Existem dois tipos de pessoas no mundo:os que cultivam a paixão pela leitura desde pequeno, ou aqueles que, só de olhar para o número de páginas, já ficam com dor de cabeça.

Se o último exemplo é o seu caso, tudo bem! Para todo problema, há uma solução. Primeiro, é preciso identificar o real obstáculo que te atrapalha na leitura, como falta de interesse, alto nível de distração ou falta de costume. Depois de identificado, tiramos o obstáculo.

Hoje ensinaremos a você um plano de ataque contra esses impedimentos, para que você possa, logo logo, curtir um livro ou uma leitura da facul sem se preocupar. Bora?

Com esforço e prática

Não ache que ficar semanas sem praticar e depois ler um livro de 800 páginas em poucos dias fará com que você pegue o gosto pela leitura. Para tornar-se um bom leitor, você deve transformar o ato em algo habitual e contínuo, que faça parte da sua rotina. Não espere ter tempo livre para poder ler: pense como uma tarefa do dia, e não apenas uma atividade para quando estiver desocupado.

Não limite o horizonte

De maneira alguma limite seus tópicos de leitura e, mesmo dentro dos temas que você mais gosta, procure sempre por novos escritores e abordagens. Diferentes autores apresentam diferentes pontos de vista e linguagens, o que agregará de forma positiva seu repertório, além de te ajudar a encontrar o que realmente te interessa no mundo dos livros.

Seja um leitor participativo

Não seja só mais um leitor que chega ao final do texto sem ter uma opinião formada sobre ele, sem aprofundamento. Aproveite a leitura ao máximo com anotações, grifando partes interessantes (como uma frase de impacto ou um momento importante) e anote dúvidas que possam te ajudar a concluir o final do livro.

Não se importe com a velocidade

Cada pessoa tem sua própria velocidade: tudo depende de como você compreende o conteúdo a partir da leitura. Alguns livros puxam você para ler rapidamente, outros exigem calma e análise. O importante é não julgar seu rendimento. Encontre o ritmo adequado e deixe o texto te levar.

Se você chegou até o final desse texto, parabéns! Esse foi o seu pontapé inicial para uma vida de livros, textos e mais leituras. Continue praticando. :)
Leia Mais >>