23 agosto 2017

23 agosto 2017

Processo Seletivo: o que é mais valorizado?

Você já deve ter percebido que as empresas estão cada vez mais exigentes em seus processos seletivos. Com o aumento de profissionais em busca de um espaço e o fácil acesso às especializações, os contratantes têm afinado cada vez mais a peneira do mercado.

Por isso, como alguém que está começando a carreira, é bom prestar atenção em certas habilidades, tanto durante as seletivas quanto no dia a dia:


1. Comunicação

Seja claro com sua fala! Quem tem o talento de saber conversar, explicar e mostrar seu ponto de vista de forma objetiva chama a atenção. Lembre-se sempre de tomar cuidado com o português e ter um toque de persuasão.

2. Ética

A transparência é fundamental logo de cara. Qual o sentido de fingir ser um tipo de profissional que você não é? Durante as fases do processo, deixe claro seu senso de responsabilidade com o trabalho e com seus colegas, independente de como for seu jeito de ser espontâneo. Uma característica não deve anular a outra!

3. Liderança

Mesmo que você esteja almejando uma vaga "júnior", é importante mostrar que você é capaz de engajar o pessoal do seu time e agregar as qualidades de cada um ali. O carisma serve para passar confiança aos que estão ao seu redor, assim, se você precisar tomar decisões, terá apoio para fazer isso.

4. Flexibilidade

Todo profissional deve estar disponível a mudar estratégias, rotinas e métodos em prol da melhora e da evolução. Ser capaz de se desprender de sua própria opinião para olhar pelo ponto de vista dos outros também é fundamental! Um profissional flexível veste a camisa da mudança, aceita feedbacks e procura inovar sempre, sem se deixar abalar pelo conforto.

5. Criatividade

Não existe trabalho que sobreviva sem um pouquinho de imaginação. Ser criativo significa conseguir resolver problemas com rapidez, seguir a própria intuição e não estacionar no próprio processo de trabalho. Quem é assim tende a propor ideias novas, além de usar essa habilidade com os outros colegas.

E aí, preparado? Você pode começar a pesquisar vagas de emprego agora pelo Canal Conecta e entrar de vez no mundo dos processos seletivos! Clique aqui e confira.
Leia Mais >>

14 agosto 2017

14 agosto 2017

Tutorial para estudar as matérias que você não gosta

Sabe aquela aula que, só de pensar em assisti-la, seu humor desaparece? Aquela que mesmo com esforço não entra em sua cabeça? Admita: você também tem uma matéria de que não gosta.

Por mais estudioso e focado que você esteja em seu curso, certos assuntos se transformam em um verdadeiro "calcanhar de Aquiles" na semana de provas. E tudo bem! O importante é saber virar o jogo e não deixar que essa dificuldade atrapalhe seus objetivos. Preparamos um tutorial exclusivo para você começar o 2º semestre do ano com outra perspectiva:

1- Esforce-se

Sua mente está programada para lembrar o que é mais interessante e divertido para você. Por isso, as matérias mais difíceis se transformam em barreiras para a memória: na hora de estudá-las, pratique a consciência de que, mesmo não gostando, entender esse assunto vai te trazer benefícios, como avançar na faculdade!

2- Engane seu cérebro

Parece brincadeira, mas não é: fingir que você gosta de uma disciplina pode ajudar! A mente tende a acreditar no que contamos a ela. Por isso, prestar o dobro de atenção nas aulas ou tentar mergulhar no assunto sem julgamentos podem ser indicativos para fazer a memória e o raciocínio funcionarem. Quanto mais você entende, mais você gosta.

3- Priorize a matéria

No cronograma de estudos, coloque esse assunto em primeiro lugar. Aproveite a carga reduzida das férias e empenhe-se em tirar a matéria de suas preocupações. Você pode dividir a maratona e estudar um pouco a cada dia. Sem pressão!

4- Encontre formatos diferentes

Muitas vezes, o jeito que a disciplina foi explicada para você em aula impossibilitou seu entendimento. Procure formatos diversos para que o estudo seja divertido, com vídeo, resumos, infográficos, filmes e outros. Cada um aprende da sua própria maneira, é só encontrar a sua.

5- Conte o que aprendeu como uma história

No final de cada lição, conte o que aprendeu como se fosse uma grande história. Pode ser para um amigo, para a família ou até para si mesmo no espelho. Explique exatamente da maneira que entendeu, sem esquecer dos pequenos detalhes, criando resumos se necessário. Nada de se apegar a trechos decorados. O que importa é a compreensão!
Leia Mais >>

08 agosto 2017

08 agosto 2017

Pessoas inovativas: conheça seus hábitos secretos!

"Só quem é louco o bastante para querer mudar o mundo pode, de fato, transformá-lo". Quem nunca ouviu essa frase e se sentiu inspirado a mudar o rumo da própria vida?


Todos os dias, pessoas em diferentes lugares confiam em suas ideias e propõem mudanças, sejam elas pequenas ou grandes, globais ou pessoais. Mas como funciona a mente de alguém que respira inovação? Separamos os principais hábitos que estimulam o cérebro a expandir com novas ideias:

1. Controlam o ego


Não é nada fácil segurar alguns impulsos: a tendência de colocar importância só na própria opinião, de dar valor apenas aos bens materiais, de comparar suas experiências com a dos outros, entre outros. Esses comportamentos são limitantes e, para alguém criativo, podem prejudicar a imaginação. Ficar atento aos próprios pensamentos é o primeiro passo para se afastar do egocentrismo.


2. Treinam a empatia


Olhar o mundo pela perspectiva das pessoas ao seu redor é essencial para quem quer expandir a mente. Não se limite à sua zona de conforto: aventure-se pela realidade daqueles com opiniões, vivência e valores diferentes dos seus. A empatia vai ajuda-lo a entender o outro sem restrições.


3. Arriscam-se


Quem inova passa longe do conforto! Criar é ter o risco de talvez dar certo, talvez não. Para evoluir, é preciso criar coragem para enfrentar as próprias batalhas e poder dar um tiro no escuro, sem o objetivo de acertar, mas de tentar. Assuma suas ideias e exponha isso com quem confia.


4. Nutrem a curiosidade

Pessoas inovativas nunca se satisfazem com a quantidade de inteligência e informação que possuem. Por isso, estão sempre a procura de novas experiências, questionando situações, descobrindo o inusitado. Quanto mais aprendem, mais referências possuem para continuar a criar e desenvolver seus projetos. A curiosidade move seus pensamentos!


5. São otimistas


Acreditar é a palavra principal. Ser otimista, para alguém que pensa além do hoje, é entender o percurso das ações e acreditar que tudo se encaixa, sem medo da rejeição. Isso também vale para ver um lado bom de tudo, independente do quão ruim a situação esteja.
Leia Mais >>

02 agosto 2017

02 agosto 2017

Conheça as 5 habilidades de um profissional do futuro!

Enquanto você não encontra uma vaga para chamar de sua, aproveite para melhorar algumas dessas características e garantir a atenção dos recrutadores:

1. Solução de problemas complexos

Por mais simples que pareça, resolver uma situação complicada de forma racional não é uma habilidade comum no meio profissional. É necessário maturidade, calma e confiança para colocar a mão na massa e não deixar que o problema ganhe uma nova proporção. Para trabalhar isso, se observe: fique de olho na forma em que você se comporta quando algo dá errado.

2. Pensamento crítico

A crítica pede por um equilíbrio. Não é legal dar sua opinião de forma desrespeitosa, mas concordar com todos os pontos de vista também não é aconselhável. Desde agora, leia jornais e revistas, pesquise sobre os tópicos mais discutidos e aprenda a entender a visão do outro. Dessa forma, você descobrirá mais sobre sua personalidade e trabalhará a empatia, outro ponto essencial.

3. Criatividade

Deixe o lado direito do cérebro agir! Quanto mais você incentivar sua mente a criar e se divertir, mais interessante será o trabalho. Esqueça as fórmulas prontas, as respostas quadradas e tudo que você já conhece. Sair da zona de conforto pode ser assustador, mas só trará bons resultados, tanto para você quanto para sua equipe.

4. Gestão de pessoas

Essa habilidade tem tudo a ver com a convivência no meio de trabalho, principalmente se você tiver a oportunidade de gerenciar um time. Nesse caso, aprofunde os laços com cada uma das pessoas, estando disponível para ajudar quem precisa e auxiliar nos momentos difíceis. Enalteça o sentimento de unidade e promova a integração sempre que possível. :)

5. Empatia

Seja como funcionário, supervisor ou chefe, olhar o outro com empatia é fundamental. Nem todo mundo se lembra que o profissional ao seu lado é um ser humano, capaz de cometer erros, enfrentando obstáculos pessoais e carregando uma visão que nem sempre será igual a sua. Você pode aprender muito com cada pessoa que cruza seu caminho. Atenha-se a isso!

Até 2020, recrutadores e gerentes de todo mundo estarão em busca deles, os profissionais humanos, menos máquinas. Que tal começar a praticar? :)
Leia Mais >>