05 julho 2017

05 julho 2017

Método Pomodoro: saiba como melhorar sua produtividade!

Quem nunca encarou a semana de provas e se assustou com a quantidade de matéria a ser estudada? O final do semestre chega e é preciso encontrar um jeito de encaixar todo o cronograma de estudos dentro da rotina, sem negligenciar nenhum conteúdo. E como fazer isso?

O Método Pomodoro, inspirado no timer de cozinha em formato de tomate, traz uma proposta diferente nos momentos mais atarefados da graduação. Para entendê-lo, é só seguir esses passos:

1º Separe toda matéria
Faça uma lista com todos os conteúdos acumulados e divida-os em 4 períodos. Você terá 25 minutos para mergulhar fundo em cada um desses tópicos, por isso, eles não necessariamente precisam ser relacionados.

2º Prepare um cronômetro para 25 min

Sem interrupções! São 25 minutos de pura concentração. Coloque o celular em modo noturno, avise a família que estará ocupado e se atenha aos livros. Com o tempo, você perceberá quais matérias pedem por mais ou menos tempo de foco. Aí, é só adaptar!

3º Tire 5 min de pausa
Quando o alarme tocar, largue a caneta. Seu cérebro precisa de alguns minutos para arejar as ideias e se manter ativo. Nessa pausa, faça algo para relaxar, como levantar, alongar-se, ouvir uma música, respirar ar fresco ou o que preferir.

4º Vá para o 2º período!
Logo depois do momento relaxante, sete mais 25 minutos de estudo e mude de tópico. Aproveite esse tempo para extrair o máximo de informações que você puder do conteúdo. Assim que acabar, descanse por mais 5 minutos. É importante que você repita esse ciclo 4 vezes.

5º Depois do 4º tópico, pause por 30 min
Gaste cada minutinho entretendo a mente! Depois de 1h de estudo (sem contar os 20min de pausas), você merece descanso. Se ainda tiver o que estudar, comece outro ciclo Pomodoro no final desse tempo.

E aí, curtiu? Nunca se esqueça de observar a si mesmo na hora da prática. Muitas vezes, 5 minutos serão pouco para descansar a mente depois de uma matéria pesada, assim como parar um fluxo de pensamento por causa da pausa programada não é a melhor ideia. Ao terminar, você terá uma ideia completa de como sua produtividade funciona, em quais pontos melhorar e se a técnica pode te ajudar.
Respeite seus processos mentais e pratique aquilo que te trará benefícios. Não custa tentar!