15 maio 2017

15 maio 2017

Dicas para memorizar a matéria

Desde cedo, precisamos aprender de tudo o tempo todo. Nessa ânsia, é normal usarmos recursos como “o decoreba”, que nada mais é que um estudo sem aprofundamento, limitado à memória de curto prazo—o que não é aconselhável. Mas como podemos usar nossas lembranças de forma duradoura, para funcionarem a nosso favor?



Essas são 5 dicas para confiar em sua cabeça quando você precisar:


1. Organize sua mente


Imagine que seu cérebro é um armário gigante cheinho de arquivos. O único jeito de encontrar a informação que você precisa é se você saber onde ela está! Por isso, tente construir mapas mentais, esquemas ou resumos para facilitar na hora do estudo.

2. Acredite em sua inteligência


Não existe pensamento mais limitador do que não acreditar em você mesmo. Antes de começar qualquer cronograma de revisões, encoraje-se! Lembre dos seus objetivos e o quanto lutou para chegar onde está agora.

3. Determine períodos de estudo


Foi provado cientificamente que conseguimos recordar com mais facilidade tudo que aprendemos no começo e no final de sessões de 1h de estudo. Para aproveitar ao máximo os picos de atenção de sua cabeça, feche os livros e finalize o dia com um resumo do conteúdo. Depois, siga o próximo passo!

4. Faça algumas pausas


A partir do momento que você delimita o tempo de aprendizado, é preciso determinar quando irá descansar. É aconselhável que seja depois de 40 ou 60 minutos de estudo concentrados. Pause por 15 minutos e faça qualquer coisa, menos pensar sobre a matéria: veja um vídeo, ouça uma música, faça um lanche!

5. Revise sempre


A melhor dica de memorização é essa: se quer que uma informação fique em sua mente, revise, treine e aplique o que você sabe! Quanto mais próximo você estiver do conteúdo, mais fácil será usá-lo em outro momento. É importante não deixar sua cabeça se esquecer. :)

Mesmo que o começo seja difícil, não fique triste: como qualquer outro músculo, sua mente só precisa de treino.

Fonte das imagens: Giphy