02 maio 2017

02 maio 2017

Currículo: saiba o que não pode faltar

O currículo (CV, para os íntimos) é sua porta de entrada para o mercado profissional. Entre milhares de candidatos para uma mesma vaga, o que pode garantir a atenção dos recrutadores?

Separamos tudo que você não pode esquecer de incluir em ordem de importância. Dessa forma, fica mais fácil encontrar suas informações:

1. Visual limpo
Um CV visualmente bonito é importante: prestar atenção nesse detalhe passa a mensagem de que você é cuidadoso nas suas apresentações. Invista em uma estética limpa, em que o texto não pese o arquivo.

2. Informações básicas
O pouco ganha nessa categoria. Tudo que seu entrevistador precisa é saber seu nome completo, formas de contato (e-mail e telefone pessoal) e onde mora. Apresentar sua idade não é essencial e fotos devem ser evitadas, a não ser que peçam para incluir.

3. Objetivo
Poucos falam do quão importante é deixar seu objetivo profissional claro no currículo. Por isso, seja certeiro: você procura construir sua carreira em qual área? Mencione uma. Se tiver mais opções, construa mais modelos do documento com objetivos diferentes e envie para as vagas específicas que te interessam. :)

4. Experiências profissionais e habilidades extra
Coloque onde já trabalhou, por quanto tempo e qual era sua função. Você não precisa mencionar todas as suas experiências. É só separar por relevância no mercado e o quão recente ela foi. Se você ainda não tem o que mencionar, fique tranquilo! Habilidades em softwares, por exemplo, como pacotes Office e Adobe, são bons diferenciais.

5. Formação acadêmica
Diga onde você estuda ou estudou, o nome do curso, data de início e de término, sempre dando destaque para suas especialidades, como uma pós-graduação ou uma formação específica da sua área de interesse. Cursos extra ou técnicos podem ser mencionados, mas apenas se forem relacionados com a sua área!

6. Línguas e voluntariados
Mencione quais idiomas você fala e seu nível de fluência neles com sinceridade (você pode até ilustrar com estrelas ou barrinhas). Trabalhos com ONGs e instituições contam muito, tanto quanto sua vivência no mercado. Não se esqueça de dizer onde, quando e quais foram os projetos.

Para finalizar: é aconselhável que seu CV tenha até 2 páginas, em letra visível e com uma escrita objetiva. Não se esqueça de manter seu perfil atualizado em portais de empregabilidade, como o Canal Conecta, que também te ajudam a encontrar empresas e a formatar o seu cartão de visita para o mercado. ;)