10 dezembro 2015

10 dezembro 2015

Precisamos falar sobre a sua alimentação

Você já viu alguém triste comendo lasanha, feijoada ou coxinha? Esses pratos podem até te deixar feliz e combater um pouquinho da sua ansiedade, mas não são os mais indicados para quem precisa de energia e ânimo para aguentar uma rotina puxada de estudo e trabalho. Além de matar a fome, a comida interfere no seu aprendizado e na sua disposição! Tudo o que você ingere está diretamente ligado com a função cerebral, o que pode aumentar ou diminuir a concentração a memória e a capacidade de aprendizagem. Por isso é tão importante manter uma alimentação equilibrada e praticar alguma atividade física, que também interfere na sua energia. Se liga nas dicas abaixo e monte um cardápio digno de nota 10!


1 – Capriche no café da manhã


Essa refeição dá ao seu corpo força e resistência para encarar o dia. Pular ou tomar o café da manhã com pressa pode causar queda de açúcar no sangue, o que leva ao cansaço físico, dores de cabeça, fraqueza e até desmaios. Portanto, se esforce para dormir cedoe acordar em um horário no qual você consiga tomar o café com tranquilidade. Prefira sempre alimentos ricos em fibras, como cereais, frutas frescas e sucos naturais. 

2 – Coma alimentos que protejam o seu cérebro



Se você quer ter uma vida mais ativa, saudável e cheia de notas azuis, saiba que o consumo de vegetais, peixes e derivados do leite trazem uma série de benefícios para o raciocínio. Portanto, ao invés de comer um salgado na rua, é melhor comer uma fruta que é bem mais saudável. Outra opção é trocar refrigerantes por sucos, e de vez em quando apostar no cafezinho que, além de despertar, melhora a associação de ideias e acelera reações a estímulos sensoriais.

3 – Não seja radical



Uma boa alimentação é a melhor amiga do seu cérebro e do seu corpo, no entanto, não precisa cortar de vez aquela coxinha que você tanto gosta, ou o pastel incrível da feira. É possível comer guloseimas com moderação. Por isso, tenha uma rotina que inclui um café da manhã saudável, um almoço direitinho, um lanche a cada 3 horas e algo leve antes de dormir. Para garantir que sempre vai comer bem, é válido andar com uma marmita ou uma lancheira. E de vez em quando, no fim de semana, por exemplo, permita-se uma extravagância.

4 – Dê uma chance aos exercícios físicos 



Quem tem uma alimentação saudável, tem tudo para melhorar a aprendizagem. Quem prática atividade física, tem tudo para melhorar a vida. Isso porque atividades físicas liberam serotonina e beta-endorfina, substâncias que a longo prazo ajudam a reduzir o estresse e a ansiedade. Logo, as chances de dar branco na hora da prova, de se irritar no trabalho ou de desenvolver doenças como depressão diminuem muito. Por isso, vale a pena unir a alimentação ao exercício físico! Vale subir escada, correr, praticar uma luta, pular corda... atividade é o que não falta!

O que você está esperando para dar o primeiro passo rumo a uma vida mais saudável e inteligente? ;)

Fonte das imagens: Giphy