15 outubro 2015

15 outubro 2015

Dicas para morar sozinho



Liberdade e responsabilidade são as duas coisas que você ganha quando resolve morar sozinho! Não existe nada melhor do que fazer o que quiser, no momento que bem entender, e ainda ter um cantinho só seu para estudar ou se dedicar aos seus próprios projetos. Mas, para conquistar o seu espaço, você vai precisar de dinheiro e planejamento financeiro. Afinal, cozinhar, lavar e passar você aprende com o tempo.



 1 – Coloque as moedinhas no cofre


Vai comprar ou alugar um lugar só seu? Cada caso é um caso! Se estiver decidido a comprar, vai levar mais tempo para juntar a grana, ou conseguir uma entrada para um financiamento. Alugar na sua cidade ou em outra não exige ter dinheiro guardado, mas precisa de um bom planejamento. Veja qual é a sua necessidade e comece a colocar as moedinhas no cofrinho – ou o dinheiro em uma poupança ou em outra modalidade de investimento. Até porque, fora o dinheiro da casa, você vai pagar outras contas e fazer compras, e é sempre bom ter uma graninha para possíveis imprevistos.

2 – Cuide da sua saúde



Exatamente por viver sozinho é que você precisa e deve cuidar da sua saúde! Comece pela alimentação: escolha um dia da semana, monte um cardápio saudável, vá ao mercado e compre os ingredientes todos de uma vez. Assim, você não vai ter a desculpa de que não faz comida porque não tem ingredientes. É natural bater uma preguiça de, além de cozinhar só para você, ainda ter de lavar tudo e organizar a cozinha. Mas sua saúde é o seu bem mais precioso. E a comida caseira ainda vai ajudá-lo a economizar uma grana.

3 – Maneire nas festas


Quem não gosta de festa não é mesmo? Casa cheia de amigos queridos, comida e música boa. Porém, tenha noção de que você tem vizinhos, e para não causar conflito com eles, comece a festinha cedo para terminar cedo. Não converse alto e não estacione em frente à casa deles. Se você for morar em apartamento e quiser usar o salão de festas, pesquise para saber se vai estar livre no dia que você deseja ocupá-lo. E é sempre bom convidar outros moradores com quem você já fez amizade, mesmo sabendo que eles não vão. 

4 – Coloque seu plano em ação


Como você já deve ter anotado as dicas que demos, chegou o momento de realmente tirar seus projetos do papel, organizar seus gastos e conversar com o seu banco e com a sua família para encontrarem a melhor forma de guardar o seu dinheiro. Mesmo que não seja possível economizar muito, fique tranquilo: comece com o que cabe no seu orçamento. Esse é o passo mais importante. Com o passar do tempo, você vai conseguir poupar mais, e quando menos perceber, conquistar tudo o que deseja.

Fonte das imagens: Giphy