14 julho 2015

14 julho 2015

Inverno requer cuidados com o pet

As baixas temperaturas da nova estação podem trazer problemas respiratórios

A medida em que a temperatura começa a baixar, não são apenas os humanos que sofrem com os efeitos do frio. Os bicho de estimação também estão pré-dispostos a doenças nesta estação, segundo o professor do curso de Medicina Veterinária da Universidade Anhanguera de São Paulo, Rodrigo Casemiro Pinto Monteiro.
“No inverno, os animais podem sofrer com as doenças características de um clima mais seco e frio, como a Tosse dos Canis, ou traqueobronquite infecciosa canina, por exemplo. Já os gatos podem ser afetados por uma Síndrome denominada Complexo respiratório Felino, cujos agentes etiológicos se disseminam com mais facilidade em climas de inverno”, alerta o veterinário.
De acordo com o professor, existe prevenção das principais viroses do sistema respiratório em cães e gatos, por meio da vacinação realizada por um médico veterinário. “É aconselhado que os proprietários levem seus animais para vacinação antes da entrada do período de inverno, visto que todo ano os animais devem receber uma dose de reforço destas vacinas”, recomenda.

Assim como os humanos durante essa época, os animais idosos podem apresentar sinais de dor nas articulações, também conhecida como artrose, além de outros sinais característicos de bicos de papagaio.
Os amigos de quatro patas que vivem no quintal, fora de casa, devem tomar cuidado com o frio. “Mesmo com sua cobertura pilosa, algumas raças podem sofrer de hipotermia. Nestes casos, aconselha-se a colocar roupinha nos animais e até mesmo manter cobertores nas camas dos animais, sendo que estes devem ter acesso a um local coberto para passar a noite. No entanto, gatos costumam não tolerar roupinhas, e este ponto deverá ser muito bem ponderado pelo médico veterinário e proprietário do animal”, recomenda Rodrigo.

Sobre o Hospital Veterinário:
Para quem deseja levar seu bichinho de estimação ao veterinário em qualquer período do dia, o Hospital Veterinário da Universidade Anhanguera de São Paulo funciona de segunda a sexta-feira, das 8h às 22h. Considerado um dos melhores do país, o hospital-escola serve de campo de estágio e aulas para os alunos do curso de Medicina Veterinária das Universidades, sempre supervisionados por médicos veterinários e professores.

O Hospital realiza atendimento clínico-cirúrgico a pequenos (cães e gatos) e grandes animais (ovinos, caprinos, eqüinos, bovinos e muares). São realizados exames complementares como, por exemplo, raio x e ultrassonografia e também exames laboratoriais.

Os alunos e os docentes atuam na rotina ambulatorial, realizando consultas, indicação e aplicação de tratamentos e todas as atividades da rotina de um hospital veterinário. De acordo com a coordenadora do Hospital Veterinário, Marjorie Ikehara todos os dias são atendidos dentro da unidade do HOVET além dos casos novos, os retornos agendados. "Para o atendimento diário, o hospital conta com professores e veterinários qualificados, além da participação de alunos (estagiários). O hospital também oferece seu espaço para que veterinários da região encaminhem casos de alta complexidade", explica.

O HOVET da Anhanguera fica na avenida Dr. Rudge Ramos, 1.701, em São Bernardo e funciona de segunda a sexta-feira, das 8h às 22h. As consultas são realizadas mediante agendamento telefônico, por email ou pessoalmente. Os horários de agendamento são das 8 às 12h, das 13 às 17h e das 18 às 22h. Mais informações pelo número 4362-9064 ou pelo email: hvetabc@gmail.com.