30 julho 2015

30 julho 2015

Dicas para o seu último semestre

100 em cada 100 graduandos não veem a hora de gritar: estamos formados!!!

                       


Mas, para chegar lá, é necessária muita organização para conciliar o emprego com o trabalho de de conclusão de curso, acompanhar os preparativos da festa de formatura e ainda encarar a temporada de provas finais.


Para controlar a ansiedade e o seu tempo, se liga nestas dicas e mãos à obra!

1) Tenha horários pré-determinados para estudar e para trabalhar. 



Faça uma agenda com todas as datas de entrega de atividades, provas, encontros com o seu orientador do trabalho de conclusão de curso e marque também suas tarefas profissionais. Outra ideia é programar o celular para te lembrar os compromissos com um dia de antecedência.


2) Seja sincero com o seu chefe


Quando chegar a reta final da faculdade, vale conversar com o seu chefe. Explique que está no último semestre e que você precisa pegar firme no TCC. Seu emprego é importante, mas tenha em mente que comparecer aos encontros com o orientador, produzir a pesquisa e estudar para as provas finais são essenciais para a sua formação.


3) Use a tecnologia na sala de aula


Aproveite o celular ou o tablet para gravar a aula ou tirar foto da lousa. Dessa forma, você pode revisar o conteúdo enquanto está voltando para casa, ou indo ao trabalho, por exemplo. Porém, não basta gravar: é necessário ficar ligadinho na explicação em aula. Não se esqueça de pedir autorização aos professores, hein?


4) E o mais importante: dê um tempo ao seu cérebro


Mesmo com todos os compromissos acadêmicos e profissionais, é importante encontrar um tempo para se divertir e relaxar. Vá ao cinema, ao parque, ou se dê ao luxo de acordar um pouco mais tarde no fim de semana. O importante é encontrar uma forma de cuidar da sua saúde, tanto física quanto mental. Com o cérebro descansado, você vai conseguir administrar melhor seu tempo, e se dar bem na dupla jornada.
Fonte das imagens: Giphy

Leia Mais >>

23 julho 2015

23 julho 2015

5 dicas para escolher uma pós-graduação


Quando a gente se forma ou está para se formar, fica a dúvida: devo emendar uma pós-graduação, ou comprar uma bicicleta?


Se você está nessa dúvida, chega mais e preste atenção nestas dicas:

1) Em qual momento da sua carreira você está?


Ter um tempo de carreira faz com que você aproveite melhor a sua pós-graduação, já que ela, muitas vezes, usa situações reais de trabalho nas aulas. Por isso, alguns professores indicam que você espere uns dois anos antes de voltar para a sala de aula.

2) Sua área tem um perfil mais profissional, ou mais acadêmico?


Algumas profissões são mais voltadas à pesquisa acadêmica, enquanto outras são voltadas ao mercado de trabalho. E tem ainda as que dão abertura para os dois caminhos. Vale analisar a sua e escolher entre o MBA e a Especialização Stricto Sensu, valorizadas pelas empresas, ou Lato Sensu, que forma pesquisadores.

3) Quanto tempo você tem disponível?


Seu horário no trabalho conta quando você vai escolher um novo curso, pois depende do quanto você disponível terá para ver as aulas e estudar em casa. Na pós-graduação lato sensu, existem modalidades presenciais e a distância – e esta última pode ser uma opção para quem anda com esse recurso escasso.

4) A empresa onde você trabalha vai te incentivar?

Muitas empresas dão aquela forcinha aos funcionários que querem continuar sua formação, ajudando a pagar o curso ou dando flexibilidade de horário. Vale a pena falar com o seu gestor e conversar sobre isso. Às vezes, ele já tem um plano para você lá dentro, e a pós pode ser escolhida e estudada como uma forma de continuar progredindo.

5) Quais são os seus objetivos futuros? Até agora, a gente falou de momento. Mas tem uma coisa mais importante do que tudo isso: o que você realmente quer para a sua vida?

Se uma pós-graduação for o caminho para te ajudar a conquistar metas a longo prazo, vale a pena colocar um peso a mais nesse item e se esforçar um pouquinho nos demais. Mas, independentemente do que for decidido, a gente sempre vai estar de portas abertas para você! Fonte das imagens: www.giphy.com
Leia Mais >>

21 julho 2015

21 julho 2015

Ex-aluno lança livro sobre fisioterapia


Inspirar e incentivar os fisioterapeutas a pensarem a atuação no mercado de uma forma mais ampla. Este é o principal objetivo de Rodrigo Peres, criador da Central da Fisioterapia, projeto que oferece atendimento domiciliar diferenciado a pacientes nas regiões Sudeste e Sul do país.

Formado pela Universidade Anhanguera de São Paulo – unidade ABC -, ele inicialmente pensava em seguir carreira na área de Engenharia, mas o ingresso no atletismo o fez mudar de ideia. “Eu pensava em fazer Educação Física, por conta dos treinos e das competições. Porém, a curiosidade em entender o funcionamento do corpo me levou a cursar Fisioterapia”.

A escolha da Anhanguera (na época Universidade Bandeirante de São Paulo) se deu por duas razões: distância (a unidade ABC ficava a mais ou menos 2 km da casa dele) e o fato da instituição ser referência na área de saúde. “Tudo aquilo era um universo novo pra mim, repleto de descobertas. Por isso nunca faltei a nenhuma aula na Universidade e aproveitei ao máximo cada momento e ensinamento”, relembra.

A dedicação e o foco renderam frutos. Com o diploma na mão, Peres trabalhou em algumas clínicas, atuou como professor universitário e fez o seu nome no mercado de trabalho, tornando-se um profissional de referência.

O SONHO DO NEGÓCIO PRÓPRIO – apesar de todo o sucesso profissional, empreender sempre foi o seu grande objetivo. “Por mais realizado que eu fosse, meu maior sonho era ser dono da minha própria clínica”, afirma. Há quatro anos ele decidiu colocar o sonho prática e criou a Central da Fisioterapia. O projeto atualmente conta com 150 profissionais e faz atendimentos domiciliares nos estados de São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais e Paraná.

O sucesso como profissional da saúde e empresário o inspirou a escrever um livro no qual conta um pouco da sua trajetória como fisioterapeuta e oferece dicas aos profissionais que, assim como ele, têm o desejo de se tornarem donos do próprio negócio. “Me tornei empreendedor dentro daquilo que eu amo fazer. O meu objetivo com o livro é inspirar outros profissionais a ousarem mais no profissional e a correrem atrás dos seus sonhos”, afirma. O livro, lançado no começo do mês de julho, será apresentado aos alunos de fisioterapia de diversas unidades da Universidade Anhanguera.
Leia Mais >>

16 julho 2015

16 julho 2015

5 vantagens de fazer cursos de férias

Férias! Aquele período mágico do ano em que você pode fazer tudo: dormir, ler o novo livro do momento, ir ao cinema de quarta à noite, ir no jogo do seu time, dormir e dormir mais um pouco.

Fonte da imagem: Giphy

E se, em vez de dormir, você usar o tempo livre para turbinar o seu currículo? Se liga:

1) Comece um curso de idiomas 

Fonte da imagem: GifMe

Criar novos hábitos nas férias é mais fácil, porque é um período fora da rotina. Se você dedicar duas horas na semana a um curso, tem menos chances de desistir depois. Mas escolha um horário que não comprometa a sua aula da faculdade quando ela retornar.

2) Aprenda a usar melhor o computador 

Fonte da imagem: GifMe
Escolha um programa de acordo com a sua área de trabalho (Excel, MS Project, Google Apps, Skilworld, AutoCad etc) e vá fundo nele durante um mês. Assim, você adquire um bom conhecimento e sai prontinho para um cargo que exija essa habilidade.

3) Estude algo que não tenha nada a ver com a sua área

Fonte da imagem: Giphy
Por exemplo: quem cursa Engenharia, pode fazer Escrita Criativa. Estudando algo diferente do que você vê todo dia, dá para descobrir um mundo novo, estimular a criatividade e conhecer gente de outras áreas, que podem se transformar até em contatos profissionais.

Ou, melhor ainda, em novos amigos!

Fonte da imagem: GifMe

4) Mostre ao seu chefe que você gosta de aprender

Fonte da imagem: GifMe
Quando você falar no trabalho que está aproveitando as férias para estudar, seus superiores – e até seus colegas – vão te olhar com outros olhos. Mostra que você é uma pessoa motivada e disposta a aprender cada vez mais.


5) Não deixe seu cérebro ficar preguiçoso 

Fonte da imagem: Giphy
Uma aula é sempre um bom exercício para o cérebro, que desenvolve habilidades novas a partir dos novos conhecimentos. Além disso, você pega o ritmo com mais facilidade no começo do semestre.

Fonte da imagem: Giphy

Leia Mais >>

15 julho 2015

15 julho 2015

Estudantes arrecadam 10 ton de materiais recicláveis


Ação faz parte do projeto de Atividades Complementares da Faculdade Anhanguera

Os alunos da Faculdade Anhanguera de Santa Bárbara arrecadaram 10 toneladas de materiais recicláveis, que foram descartados de forma consciente e sustentável em aterros sanitários, e reaproveitados pelas cooperativas que atuam nos ecopontos da cidade. As ações foram realizadas pelos alunos e organizadas pelos coordenadores de cursos da faculdade, em parceria com a Secretarias do Meio Ambiente. O trabalho contou com a participação de 1.500 estudantes.

Além dessa ação, foram repassados 450 quilos de alimentos ao Hospital Seara de Americana, que trata pessoas com problemas psiquiátricos, e a Creche João Paulo II de Santa Bárbara, entidade filantrópica que cuida de 60 crianças em tempo integral; foram coletados 900 litros de óleo de cozinha usado, convertidos em 90 litros de detergente, também doados para as instituições. Como atividade para os alunos, houve ainda a participação da Instituição ‘Amor Exigente’, que realizou uma palestra sobre os perigos das drogas.

“A Faculdade Anhanguera é reconhecida pelo compromisso com o desenvolvimento pessoal e profissional de todos os envolvidos no processo educacional. Nossos projetos de responsabilidade social garantem a interação de professores e estudantes da Instituição com a comunidade”, explica o professor Leonardo Danelon, coordenador pedagógico da Faculdade Anhanguera de Santa Bárbara.
Leia Mais >>

14 julho 2015

14 julho 2015

Inverno requer cuidados com o pet

As baixas temperaturas da nova estação podem trazer problemas respiratórios

A medida em que a temperatura começa a baixar, não são apenas os humanos que sofrem com os efeitos do frio. Os bicho de estimação também estão pré-dispostos a doenças nesta estação, segundo o professor do curso de Medicina Veterinária da Universidade Anhanguera de São Paulo, Rodrigo Casemiro Pinto Monteiro.
“No inverno, os animais podem sofrer com as doenças características de um clima mais seco e frio, como a Tosse dos Canis, ou traqueobronquite infecciosa canina, por exemplo. Já os gatos podem ser afetados por uma Síndrome denominada Complexo respiratório Felino, cujos agentes etiológicos se disseminam com mais facilidade em climas de inverno”, alerta o veterinário.
De acordo com o professor, existe prevenção das principais viroses do sistema respiratório em cães e gatos, por meio da vacinação realizada por um médico veterinário. “É aconselhado que os proprietários levem seus animais para vacinação antes da entrada do período de inverno, visto que todo ano os animais devem receber uma dose de reforço destas vacinas”, recomenda.

Assim como os humanos durante essa época, os animais idosos podem apresentar sinais de dor nas articulações, também conhecida como artrose, além de outros sinais característicos de bicos de papagaio.
Os amigos de quatro patas que vivem no quintal, fora de casa, devem tomar cuidado com o frio. “Mesmo com sua cobertura pilosa, algumas raças podem sofrer de hipotermia. Nestes casos, aconselha-se a colocar roupinha nos animais e até mesmo manter cobertores nas camas dos animais, sendo que estes devem ter acesso a um local coberto para passar a noite. No entanto, gatos costumam não tolerar roupinhas, e este ponto deverá ser muito bem ponderado pelo médico veterinário e proprietário do animal”, recomenda Rodrigo.

Sobre o Hospital Veterinário:
Para quem deseja levar seu bichinho de estimação ao veterinário em qualquer período do dia, o Hospital Veterinário da Universidade Anhanguera de São Paulo funciona de segunda a sexta-feira, das 8h às 22h. Considerado um dos melhores do país, o hospital-escola serve de campo de estágio e aulas para os alunos do curso de Medicina Veterinária das Universidades, sempre supervisionados por médicos veterinários e professores.

O Hospital realiza atendimento clínico-cirúrgico a pequenos (cães e gatos) e grandes animais (ovinos, caprinos, eqüinos, bovinos e muares). São realizados exames complementares como, por exemplo, raio x e ultrassonografia e também exames laboratoriais.

Os alunos e os docentes atuam na rotina ambulatorial, realizando consultas, indicação e aplicação de tratamentos e todas as atividades da rotina de um hospital veterinário. De acordo com a coordenadora do Hospital Veterinário, Marjorie Ikehara todos os dias são atendidos dentro da unidade do HOVET além dos casos novos, os retornos agendados. "Para o atendimento diário, o hospital conta com professores e veterinários qualificados, além da participação de alunos (estagiários). O hospital também oferece seu espaço para que veterinários da região encaminhem casos de alta complexidade", explica.

O HOVET da Anhanguera fica na avenida Dr. Rudge Ramos, 1.701, em São Bernardo e funciona de segunda a sexta-feira, das 8h às 22h. As consultas são realizadas mediante agendamento telefônico, por email ou pessoalmente. Os horários de agendamento são das 8 às 12h, das 13 às 17h e das 18 às 22h. Mais informações pelo número 4362-9064 ou pelo email: hvetabc@gmail.com.
Leia Mais >>