17 outubro 2018

17 outubro 2018

Networking na faculdade

Você já parou para pensar sobre como frequentar a faculdade é uma experiência única? A vivência no campus, as amizades feitas… se reuníssemos tudo de bom que esse período traz, com certeza, a lista seria imensa. Além disso, essa é a fase em que as portas do mercado de trabalho começam a se abrir para a maioria dos jovens e, justamente por isso, é importante não se esquecer que esse também é o momento em que sua imagem como profissional começa a se formar. Estar aberto a novas pessoas, desafios e grupos pode fazer muita diferença na sua carreira. Para te ajudar a abraçar todas as oportunidades, separamos 5 dicas para você arrasar no networking!!


1. Colegas de classe
Essa dica vale principalmente para os que não são tão extrovertidos assim: aproxime-se das pessoas da sua sala. Além de serem, provavelmente, as primeiras com quem você fará amizade, elas serão contatos para sua vida profissional. Por isso, é importante marcar presença nos trabalhos em equipe, participando e auxiliando no que puder. Essas ocasiões também são ótimas oportunidades para conhecer os talentos dos membro do grupo e ver no que cada um é bom. Isso ajuda na aproximação, permitindo que conheça mais sobre quem convive com você.


2. Viva a faculdade fora da sala de aula
Por mais tentador que seja ficar perto do seu grupinho de amigos, participar de atividades extracurriculares é uma ótima oportunidade de conhecer novas pessoas e fazer contatos. E para isso, vale palestra, curso, evento, feiras profissionais e tudo o que te aproxime de conhecimentos interessantes da área ou não. Desse modo, é possível conhecer mais sobre o mercado, aprender novas ferramentas e ser lembrado por outros profissionais. Isso também pode significar participar de grupos em redes sociais e visitar sites específicos para cada área!


3. Busque outras atividades
A maior parte das universidades e faculdades oferecem a possibilidade do aluno trabalhar com monitoria ou em agências juniores. Essas são ótimas maneiras de conhecer pessoas, aprendendo muito e ainda se divertindo. Várias grandes amizades - e grandes sociedades - começaram exatamente desse modo. Expandir seus horizontes pode ser super saudável para sua carreira!


4. Professores
Ser participativo nas aulas e trazer pontos relevantes para a matéria é uma boa maneira de ser reconhecido, não só pelos colegas, mas pelos professores. Desde que não seja de maneira invasiva ou que atrapalhe a rotina das aulas, aproximar-se dos professores traz muitos benefícios. Com bastante experiência na área e no mercado, eles podem ter ótimas indicações de livros, filmes, documentários e materiais de pesquisa que vão fazer a diferença nos trabalhos finais e na sua carreira. Além de grandes amizades, esses contatos pode resultar em muitas portas abertas no mercado.


5. Mantenha seus contatos
Estabelecer conexões é um passo importante, claro. Mas mantê-las é o verdadeiro desafio. Por isso, não tenha medo de investir nos seus contatos, aparecendo ocasionalmente para tomar um café ou marcar um almoço “em nome dos velhos tempos”. Conhecer amigos dos seus amigos também é uma maneira de aumentar seu círculo social e profissional.
Ah, não vale procurar só quando precisa de ajuda, hein? As relações devem ser baseadas em reciprocidade!


6. Invista nas redes sociais
Para expandir a rede de contato profissional, o LinkedIn é a melhor rede de todas. Adicionar, seguir e interagir com os principais influenciadores da sua área também é uma ótima forma de acompanhar as novidades do mercado, ler, produzir artigos e divulgar seus feitos profissionais. E para participar é bem fácil, basta escrever um pouco sobre você, enfatizando sua educação e experiências profissionais, com uma linguagem parecida com a do currículo.

Leia Mais >>

09 outubro 2018

09 outubro 2018

O que fazer no transporte público?

Dicas para otimizar seu tempo.

Você já parou para pensar na quantidade de tempo que passa dentro de transportes públicos enquanto se locomove para a faculdade ou para o trabalho? Pode acreditar, somando tudo, muitos descobririam que essas horas, minutos e segundos seriam mais do que suficientes para praticar algum exercício, se dedicar a um hobby ou até mesmo descansar. Para otimizar esses momentos, a gente separou algumas dicas incríveis podem te ajudar a usar esse período no crescimento profissional, pessoal e até emocional!


1. Aproveite para colocar pequenas tarefas em dia


Sabe aquele texto da faculdade que tem apenas algumas páginas? Essa é a hora de começar a ler. Isso também vale para aquele tópico importante que não dá para esquecer na apresentação e até o roteiro de trabalho que o professor passou e vai ser importante daqui a pouco. Use esse tempo, principalmente se estiver saindo da aula, para refrescar e enfatizar a matéria na mente, esses poucos minutos serão muito bem recompensados na hora da prova.

2. Aproveite para aprender alguma coisa


Essa dica é, principalmente, para quem não é muito chegado em livros. Ao invés de ficar apenas olhando pela janela ou ouvindo música, que tal procurar um podcast ou um curso online bem legal sobre aquele tema que adoraria conhecer mais? As possibilidades audiovisuais podem mudar nossa vida se usadas da maneira certa. Dá próxima vez que estiver com uma boa conexão e um longo caminho pela frente, aposte em maneiras educativas de passar seu tempo. Quem sabe você não acha seu próximo documentário favorito? Ou faz uma tentativa com audiobook?

3. Use a internet a seu favor


E se você quiser só descansar a mente de um dia cheio, essa também a hora de apostar numa leitura rápida e divertida (e pode até ser pelo celular) ou numa boa playlist. A internet pode ser muito mais do que checar as redes sociais! Dá até pra colocar aquela série em dia ou bater seu recorde em joguinhos desafiadores.

4. Pense na vida


Às vezes, as coisas acontecem tão rápido que mal temos tempo para pensar em nós mesmos, né? Bom, durante seu trajeto, há tempo disponível para isso. E se conseguir anotar seus planos, pensamentos e tarefas, melhor ainda! Assim, você consegue prestar atenção em como está se sentindo e deixa para trás aquela ansiedade de estar esquecendo de fazer algo.

5. Descanse


Sabia que também dá pra meditar no transporte público? Mesmo que ele esteja cheio, que você esteja bem cansado e que sua mente esteja a milhão, feche um pouco os olhos quando conseguir. Esse um ou dois minutos que dedicados a limpar a mente podem ser muito importantes para o resto do dia. Também vale apostar em aplicativos que ajudam na meditação ou em uma musiquinha bem suave para acompanhar o caminho.

Viu, estudante? Se organizar direitinho, dá pra aliviar bastante a rotina corrida! Aposte nessas dicas e depois conta para a gente como foi! ;)
Leia Mais >>

05 outubro 2018

05 outubro 2018

Motivos para frequentar uma biblioteca

A ideia de um lugar empoeirado, com livros muito antigos e frequentado apenas por pessoas com medo da internet, não condiz nem um pouco com a realidade das bibliotecas. Em qualquer visita rápida é possível descobrir que elas são, na verdade, ótimos lugares para as mais variadas atividades! Separamos alguns dos principais motivos pra você dar uma passadinha em uma agora mesmo. Confira:


É um espaço confortável, seguro e calmo.

É o lugar ideal se você precisa estudar, desenvolver um projeto, trabalhar, fazer uma reunião, pesquisar referências, acessar à internet, passar o tempo e, ufa, se divertir um pouco.

Você não paga NADA (ou paga muito pouco) por um acervo enorme de cultura.

Famosas por comportarem uma grande quantidade de livros, muitas bibliotecas também possuem muitos outros materiais! Em algumas, você encontra desde filmes até quadros e esculturas. Vale a pena conferir o que cada uma pode oferecer. ;)

Oportunidade de conhecer e explorar novos títulos e autores.

Às vezes, você vai com o desejo de ler um livro e acaba saindo com quatro. Quem nunca? As bibliotecas proporcionam as melhores sensações para aqueles que têm o hábito irresistível de passar os olhos pelos títulos vizinhos e, quem sabe, descobrir algo interessante! Outra boa ideia é conversar com a pessoa responsável pela biblioteca, ela pode te dar muitas recomendações boas!

Fazer amizades e compartilhar opiniões.

Sabe aquela sensação gostosa de ver uma pessoa lendo seu livro favorito na rua? Ela acontece - e MUITO - em bibliotecas. E, como o ambiente é feito justamente para compartilhar conhecimento, essa é uma oportunidade incrível de fazer amizades e conhecer novas pessoas com gostos parecidos com o seu!

Programações culturais.

Outro ponto muito válido em visitar bibliotecas é que, geralmente, elas possuem diversas programações diferentes e interessantes, desde saraus de poesia até shows de dança, é possível encontrar diversas manifestações artísticas que acontecem nesse espaço.


O melhor de tudo sobre esses lugares é que cada vez que você visita, descobre algo diferente e coleciona motivos para voltar! Que tal passar em uma biblioteca no caminho para casa hoje?

Leia Mais >>

26 setembro 2018

26 setembro 2018

Currículo objetivo faz a diferença!

Não importa se esse é seu primeiro emprego ou se já tem anos de experiência, uma coisa não muda: o papel fundamental de um bom currículo.
No meio de tantos candidatos para aquela vaga dos sonhos, como fazer para se sobressair? Confira aqui algumas dicas que a gente separou pra te ajudar a turbinar seu currículo, das informações até o design.


1. Defina o que você quer falar.
Esse documento deve passar tantas informações que é uma boa ideia separar um tempo para pensar no que vai escrever e dividir cada tema em diferentes “sessões”. Assim, além de deixar tudo mais organizado, a escolha do layout será mais certeira.


2. Praticidade deve ser a prioridade, mas não abra mão da beleza.
Os elementos visuais devem ajudar na leitura e passar a imagem de ordem e elegância. Claro que um currículo bonito chama mais atenção e, se você trabalha com artes ou criatividade, inovar pode ser uma boa ideia. Só não deixe que o documento pareça poluído!


3. Algumas informações que não podem faltar.
Dados como nome, cidade, área de atuação, email e telefone são indispensáveis e devem estar em destaque. Mas esse não é o momento de contar a história da sua vida. O principal para o recrutador é saber como entrar em contato com você caso seu perfil seja coerente com a vaga.


4. Não existe um único modelo de currículo.
Cada pessoa tem diferentes experiências durante a vida e, por isso, os currículos são feitos de acordo com cada situação, de preferência, personalizados para cada vaga. E nessa hora o que conta é o que tem mais a ver com a oportunidade. Experiências profissionais, cursos, diploma universitário, voluntariados, outros idiomas, freelas: desde que você conte porque essa informação é relevante, tudo o que tem relação com a área ou com sua dedicação como profissional, é válido.


5. Aposte em um texto objetivo e sem rodeios.
Além de escrito de acordo com as normas ortográficas, o texto deve ser de fácil entendimento. Parágrafos longos tiram a praticidade e o recrutador pode não entender exatamente o que quer dizer. Por isso, o ideal é falar tudo da maneira mais simples possível, destacando apenas pontos altos.

Leia Mais >>

20 setembro 2018

20 setembro 2018

Está na hora de mudar de estágio?

Conciliar o estágio com os estudos não é nada fácil, né? Mas vale -e muito- a pena encarar o desafio. Ver como o mercado funciona na prática, aprender com profissionais da área e conhecer pessoas que podem te ensinar algo novo é muito importante para o crescimento profissional. Essa é a hora de ouvir o máximo e aprender o que seus colegas têm pra oferecer de conhecimento. Porém, nem tudo são sempre flores. Às vezes a gente sente que o lugar em que estamos não é bem onde deveríamos estar ou que está atrapalhando nosso rendimento acadêmico. Se você está passando por esse dilema e não tem certeza do que fazer, dá uma olhada nessa lista com os sinais de que é hora de mudar e procurar outro estágio.


1. Você não se sente motivado nem desafiado.

É normal que o começo seja cheio de emoção e desafios e que, com o tempo, você vá pegando o jeito da coisa e o trabalho comece a entrar na rotina. Mas se você faz as mesmas coisas há muito tempo, talvez seja a hora de conversar com seu gestor e pedir novas tarefas. Se essa conversa também não resolveu, está na hora de considerar: o quanto você está aprendendo nessa repetição de tarefas?


2. Parece estar exercendo muitas funções e não tem ninguém para pedir ajuda.

É natural ter cada vez mais responsabilidades no trabalho, isso é sinal que seus gestores confiam em você e nos resultados que está trazendo! O que não pode acontecer é TODAS as tarefas acabarem sob sua responsabilidade e eles nunca estarem disponíveis quando precisa tirar alguma dúvida.


3. Se esforça muito e não sente o reconhecimento no que faz.

É normal que você não tenha feedbacks constantes, mas ter pelos menos alguns é fundamental para seu desenvolvimento. Sejam boas ou ruins, as críticas devem ser construtivas o suficiente para servir como ponte para que alcance o potencial desejado. Se você acredita ter feito um bom trabalho e não recebe nenhuma devolutiva, é hora de falar com algum de seus gestores. Se isso também não funcionar, talvez seja hora de procurar outra coisa...


4. Está sempre irritado e arranja qualquer desculpa para não trabalhar.

Quando chegar ao trabalho não é animador e sair é a melhor parte do dia, é hora de repensar. Todo mundo tem dias ruins, certo? Mas se todo dia é uma tortura, você se irrita com qualquer coisa e sempre está passando o tempo com outras coisas, a situação é diferente. Uma relação assim não fará bem nem para você - que estará constantemente estressado -, nem para sua equipe -que não terá um funcionário 100% focado e engajado com as tarefas que realiza.



5. Acha que é hora de tentar novas oportunidades.

Parece que você já aprendeu tudo o que tinha pra aprender nesse lugar? Não sente que está crescendo e conversar já não funciona mais? Tudo bem! Procure outras vagas, converse com amigos da área e encontre algo que tem a sua cara.

Leia Mais >>